Notícias

“Estou cada vez mais cuidando da minha saúde”, diz Luan Santana

Luan Santana tem recebido inúmeros elogios em suas fotos mais recentes no instagram. Em entrevista ao “Extra”, o cantor falou sobre essa fase mais musculosa. “Estou cada vez mais cuidando da minha saúde, como um todo. Aqui no meu sítio tenho estúdio, academia…”, contou ele, que também tem aproveitado o tempo livre para estudar. “Estou aproveitando para estudar espanhol. Estudo todos os dias. Já falo inglês fluentemente e estou me preparando para o mercado lá fora. Mas também quero que a nossa música seja conhecida com o nosso sotaque, com a nossa língua. Com “Morena” está acontecendo isso e é uma grata surpresa”.

Com “Morena”, lançado há um pouco mais de dois meses, no topo das rádios, Luan também faz planos para a voltas dos shows. “Meu público sempre me incentiva a criar mais e mais. “Morena” é uma daquelas surpresas felizes. Não vejo a hora de voltar aos shows e fazer um quadro com esta música, interagindo com as fãs. Ser número 1 nas rádios, num mercado tão competitivo, é motivo de muita comemoração”, afirma ele.

E se engana que o sucesso de “Morena” (e outras tantas canções do cantor) ficam somente no Brasil. Em Portugal, por exemplo, a canção alcanço o primeiro lugar entre as mais ouvidas nas plataformas digitais. “Não quero me sentir na obrigação de cantar em inglês e/ou espanhol para mostrar o meu trabalho ao mundo. Mas também posso cantar para que nos ouçam. Eu quero que o mundo nos veja pelo que de tão lindo temos: a nossa música, a nossa democracia musical. O gênero de onde bebi na fonte, que é o sertanejo, tem este dom de se unir em perfeita harmonia com estilos como o axé, o funk, o arrocha e tantos outros. Tom Jobim fez a Bossa Nova ganhar o mundo com o nosso sotaque e a sua talentosa arte. Roberto Carlos é internacional, com o seu romantismo em português. Emoção não tem fronteiras e, sem parecer pretensioso, eu quero que o meu canto ecoe com a mesma força com que este Brasil abraça tantos povos e línguas, analisou ele, que se diz avesso a rótulos. “Rótulos limitam. Eu canto o amor. O romantismo é minha essência. Aliás, é a maior característica do latino. Não se trata de uma aproximação ao mercado latino, se trata de uma manifestação de que também somos latinos, de que a nossa música pede passagem. Como diz naquele samba: “Chegou a hora desta gente bronzeada mostrar o seu valor”.

Do News Luan Santana

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *