Notícias
51 mil fãs
193 mil fãs
61 mil fãs
Instagram
Compartilhe Agora!
”Quero que, cada vez mais, meu trabalho siga a minha realidade, minha identidade”, diz Luan Santana
Publicado 22 de dezembro às 11:54h

Em conversa com o Gshow, o cantor Luan Santana revelou que aceitaria, sim, o convite para fazer parte do Remake da novela Pantanal, após seu nome ser bastante levantado pelos noveleiros: “O convite não chegou, mas se vier: é sim. Gosto muito de atuar. Seria uma honra estar nessa novela que foi um sucesso e que traz um nome que é tão importante para o nosso país. Como sul mato-grossense e empenhado no projeto do Pantanal, eu seria muito grato em fazer parte do elenco”, ele também contou como se sentiria no papel que foi de Almir Sater, seu conterrâneo: “Sem dúvida faria! E tem tudo a ver com a minha essência. Interpretar um violeiro, no Pantanal, seria uma bênção. Ou o Jove (Joventino, vivido por Marcos Winter na primeira versão).”

Quase completando 30 anos, o artista também falou um pouco sobre sua nova fase, como se sente e o que quer daqui pra frente: “Estou muito tranquilo e focado nos meus projetos. Encaro a nova idade de uma forma muito positiva. O processo é natural: amadureci na imagem e no som. Como artista quero que, cada vez mais, meu trabalho siga a minha realidade, minha identidade. Quero aproveitar cada momento da vida ao lado dos que eu amo e ser feliz. Mergulhar no meu trabalho…”.

Luan ainda contou que em todos esses anos, não sofreu nenhum tipo de crise, mas admitiu ser um cara inseguro em alguns momentos de sua vida, porém, sem pressões ou cobranças: “Não digo crise, mas insegurança, às vezes, sim. Quem nunca? Acredito que, desde ‘O Nosso Tempo é Hoje’, que lancei em 2013, comecei esse processo de amadurecimento. Amadureci como músico, como homem, e todos os meus trabalhos e ações são a consagração disso. Não julgo como mudança, vejo como um processo natural. Parafraseando Raul Seixas, a gente é um ser mutante, ‘uma metamorfose ambulante’.”

O cantor ainda fez um balanço sobre o ano atípico de 2020, que, mesmo afastado dos palcos devido a pandemia, se manteve ativo fazendo lives históricas e lançando clipes em prol de movimentos significativos, como o do ”O Pantanal Chama”: “Tenho vivido um período de tudo ao mesmo tempo agora. Essa é a máxima. Creio que nessa fase de pandemia, nesse momento tão sensível pelo qual passa a humanidade, a gente fica pensando em tantas coisas, querendo contribuir por um mundo melhor. A criatividade vem à tona. Fui para Tulum, no México, começar a produção de um trabalho em espanhol. Gravei o clipe de ‘Um Grito Entre as Cinzas’, tem também o movimento ‘O Pantanal Chama’, que envolve muitas ações; gravei o clipe de ‘Asas’; fiz live especial de Dia dos Namorados; lancei ‘Confraternização Família Santana’… Tanto trabalho, porque faço o que amo. A música te conecta com as pessoas, a arte te conecta com Deus. Ficar longe dos palcos, dos meus fãs, dessa correria gostosa de quem vive na estrada cruzando o Brasil de Norte a Sul, com certeza foi o lado ruim. O bom foi ter mais tempo pra ficar com a minha família, me reconectar comigo, compor mais…”.

Para 2021, o astro contou qual o seu pedido: “A cura do mundo e a igualdade entre todos. Que a fé continue nos levando aos melhores lugares. O respeito à vida e ao próximo. Que a empatia seja a palavra chave do novo ano.”

                                                                         
                                                                            Do News Luan Santana
”Minha música atinge todos os públicos, quero sempre poder cantar para todo mundo…”, diz Luan Santana.
De casa nova! Luan Santana assina com a Sony Music
Luan Santana lança videoclipe em homenagem aos caminhoneiros
”Quero que, cada vez mais, meu trabalho siga a minha realidade, minha identidade”, diz Luan Santana
Luan Santana fala sobre planos para 2021

© 2010-2017 www.newsluansantana.com
Todos os direitos reservados.