Notícias

Luan Santana grava DVD com megaestrutura em Salvador/BA

Depois de meses de muita preparação, ensaio e ansiedade, Luan Santana gravou na noite de ontem, 19, no Parque de Exposição de Salvador/BA, o sexto DVD da carreira. Intitulado “Viva”, o projeto teve orçamento em mais de R$ 8 milhões, contou com cerca de 30 mil toneladas de equipamento e envolveu mais de 200 profissionais, tudo isso com o intuito de resgatar o amor e a troca de afeto que foi perdida para a tecnologia. “Vocês não têm noção do que tô sentindo nesse momento. É um dia especial para mim. Vamos resgatar as relações, falar sobre laços, amor”, disse o cantor antes do show.

Nos bastidores, o cantor reuniu a equipe e familiares em seu camarim para pedir a proteção de Deus. O momento foi conduzido por Padre Fábio de Melo, amigo do cantor, que pediu para que Deus afastasse todos os males e contagiasse a todos os presentes com energias positivas. Logo após, às 18 horas, Luan surgiu no ponto mais alto do palco, uma cúpula, ao som de “Vingança”, para dar inicio ao espetáculo que durou cerca de 2h30.

Na plateia, seus pais Marizete e Amarildo, a namorada Jade Magalhães, a irmã Bruna Santana e muitos famosos, como a apresentadora Maísa, o ator Henri Castelli, a dançarina Lore Improta, as ex-BBBs Gleice Damasceno e Vivian Amorim e a cantora Margareth Menezes, celebraram a conquista junto com os milhares de fãs que viam de todos os lugares do Brasil. “Viva Salvador! Que cada segundo dessa noite seja incrível. Que o que a gente viver essa noite seja eternizado em nossos corações, em nossas memórias”, desejou ele durante a apresentação.

Além de cantar praticamente todas as músicas junto ao cantor, os fãs também fizeram parte do cenário. Logo na entrada, todos receberam pulseiras interativas, que mudavam de cor de acordo com as batidas das músicas, interagindo com a estrutura, que chamou a atenção de todos, com um grande fóssil mecânico de 22 costelas, que se desprende ao longo do espetáculo e uma criatura híbrida, o palco de mais de 100 metros de comprimento contou com outras pirotecnias para impressionar o público presente, como labaredas de fogo, fogos de artifícios e chuvas de papel picado.

Todo o projeto teve direção de Joana Mazzucchelli, que revelou que a intenção no inicio era produzir algo pequeno. “Era algo pequeno, só para 300 pessoas. Em outro lugar, outra cidade… Foi mudando e chegou aqui. Um ano de planejamento!”, contou ela, que dividiu nas redes sociais o orgulho de ver tudo pronto.

Do News Luan Santana

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *