Notícias

Luan Santana nega machismo em letra de “Check-In”

Luan Santana se apresentou na noite de ontem, 16, no Festival de Verão, em Salvador/BA. Antes do inicio da sua apresentação, o cantor conversou com a imprensa e falou sobre a polêmica do refrão da sua nova música de trabalho, “Check-In”, e negou qualquer teor machista. “Eu acho que machista não! Eu vi comentários sobre a frase da costela de Adão que é uma frase bíblica. Foi daí que a gente tirou a ideia. Foi uma composição minha junto com o Douglas César. Eu acho que a gente queria um tempero para ela, para dá uma apimentada. É uma musica sexy. Eu queria que ela tivesse um ritmo sexy e a letra precisava acompanhar. Essa coisa da costela e do filé foi polemico a partir do momento que a gente lançou porque mesmo sendo uma citação bíblica ela pode ter causado estranheza”, explicou ele ao iBahia.

Com mais de 15 milhões de visualizações no youtube e batendo o recorde do videoclipe brasileiro com mais visualizações em 24 horas, Luan acredita que a polêmica com a letra da canção possa ter ajudado na divulgação.  “A polêmica em torno da frase está ajudando a música a bombar”.

Além da composição, a produção musical de “Check-In” também tem dado o que falar. Muitos apontam que o cantor tenha se distanciado muito do sertanejo, mas para Luan isso é algo natural e que acontece desde o inicio da sua carreira. “Eu nunca gostei muito de rotular desde o começo da minha carreira. Se você for ver Meteoro ela já era algo muito diferente para a época (2009). Uns falavam que se enquadrava no sertanejo e outros falavam que sim, enquanto outros falavam que parecia um pop rock. Minha carreira vem sendo marcada por uma constante quebra de paradigmas e inovação a cada música que lanço”, argumentou.

Além de falar sobre a música, o cantor também voltou a falar sobre uma possível parceria com Pabllo Vittar no próximos meses. “Talvez role sim uma parceria. A gente está se falando há algum tempo”, revelou ele ao G1.

Do News Luan Santana

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *