Notícias

“Eu sonhei com este dia”, diz Luan Santana sobre parceria com Sandy

Luan Santana foi a capa de julho da Toda Teen. Em entrevista à revista, o cantor falou sobre carreira, vida pessoal e seu novo programa no Multishow, o “Canta, Luan”, que estreia hoje, 05, às 20h30.

Confira!

Seu último trabalho mexeu muito com a autoestima das garotas… Para o bem, é claro. Como você se sente levantando a bandeira do feminismo, do girl power? A gente adorou! 

Realizei o meu sonho de reunir em um único DVD um time com as grandes vozes femininas da atualidade, como Sandy, Anitta, Ivete, Ana Carolina, Marilia Mendonça e ainda o carisma da atriz Camila Queiroz.

Gravar com a Sandy era um sonho antigo, né? Como se sentiu com ela na abertura da sua turnê?

Ela era meu amor platônico na infância e na pré-adolescência. Eu sonhei com este dia! Ela tem a voz suave e, ao mesmo tempo, firme. Foi um sonho dividir o palco com ela, que tem a leveza mais intensa do universo, é singela como o nome, talentosa e musa. Foi um sonho de criança, de um fã e admirador!

Conta pra gente, no que o jeito de encarar a vida do Luan de 2009 mudou para o Luan de 2017?

O processo é natural: eu amadureci, hoje sou um homem na imagem e no som. E é óbvio, natural mesmo, que o trabalho siga a minha realidade, minha identidade. Mas com a essência de sempre, o romantismo. O meu público cresceu comigo. Percebo, em meus shows, pessoas de todas as idades. Canto para todos, quero que a minha música toque o coração das pessoas. Me encontrei nessa linha de um trabalho mais intimista e com um conceito bem produzido.

Queremos saber: como você é ao acordar?

De mau humor, nunca. Sonolento, depende. Se no dia anterior tive compromissos até de madrugada e, de repente, tenho outras coisas pra fazer. Aí é natural não ter tanto pique, mas, depois, entro no ritmo. Quando durmo bem, acordo animado.

Você pensa em casar, ter dois filhos e um cachorro? Quando acha que esse momento vai chegar?

Penso em casar e ter filhos, mas tudo no seu tempo e como manda a tradição. Adoro crianças. Quem sabe até mais de dois filhos…

E os planos com os shows de 1977? Rodar o Brasil?

Isso. E a gente procurou ser o mais fiel possível à atmosfera do DVD, com a ideia de galpão de uma fábrica dos anos 70 como parte cênica. Reunimos músicas do novo DVD, como Amor de Interior, Acordando o Prédio, Estaca Zero, Fantasma, Dia, Lugar e Hora e Mesmo Sem Estar. Tem alguns hits de trabalhos anteriores como Cantada, Bailando, Eu Não Merecia Isso e Sogrão Caprichou. Claro que não deixei de fora as do início de carreira, como “Cê Topa” e “Amar Não É Pecado”.

Em que pé está o seu programa da Multishow?

Assinei o contrato. O canal já montou a equipe de produção, com roteirista, diretores e já temos a concepção do cenário, que, com certeza, vai revolucionar. Vamos tentar reunir todos os gêneros musicais e fazer encontros nos cinco programas que apresentarei todas as quartas do mês de agosto. Chamará “Canta, Luan”.

O que ainda falta dizer para as suas fãs?

Eu já falei tudo. Agradeço sempre todos os meus prêmios e as minhas conquistas. É um amor de mão dupla.

Da TodaTeen
Edição: News Luan Santana 

Saiba mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *