Notícias
51 mil fãs
193 mil fãs
61 mil fãs
Instagram
Compartilhe Agora!
Luan Santana fala sobre a vontade de ter um programa na TV: “Talvez role o ano que vem”
Publicado 08 de dezembro às 19:39h

news-llO Luan Santana é uma das opções de capa da edição de aniversário da revista TodaTeen. Em entrevista exclusiva, o cantor falou sobre seu novo DVD, o 1977, os planos para o futuro e a vontade de ter um programa na televisão. “Talvez role para o ano que vem”, adiantou ele.

Confira abaixo a matéria completa!

É unânime: todas amam Luan. E isso não acontece apenas aqui na redação não – e a prova é a quantidade de gente importante que ele levou para o lanamento do seu DVD, o 1977. O motivo? Uma mistura de carisma e talento. E isso só melhora com o tempo: o novo projeto mostrou um cara mais empoderado e maduro. Então confira tudo o que ele revelou pra TT!

Você lançou recentemente o 1977… Como você define esse seu momento? 

Muito feliz. Este trabalho é um tributo ao sexo nada frágil, por meio de algumas vozes mais aclamadas do país. Saímos do registro do espetáculo e dos grandes púbico, revelando a minha intimidade na hora de criar canções e dividi-las com artistas tão distintas. 

A escola de fazer o DVD nessa fase de empoderamento das mulheres foi proposital?

Muito! Junto tudo. Estavam rolando notícias e eu estava acompanhando. Acabou batendo com o que eu estava vivendo, fora a vontade de fazer um sico com participações. E aí veio a ideia e trazer só mulheres. Para o nome, escolhi algo enigmático. Peguei a referencia da Beyoncé, do Lemonade. Ela deu esse nome porque os negros tomavam limonada achando que iriam clarear a pele. Eu tomei isso como inspiração. E aí decidi que iria se chamar 1977 e ninguém entendera nada (risos). Esse é o ano em que a ONU criou o Dia Internacional da Mulher. Acabou encaixando. 

E como você chegou a todos esses nomes com quem trabalhou no álbum? 

Eu parei para pensar com quem sempre quis cantar. A Sandy, escutei a vida toda. Da Ivete, sou bem amigo e a admiro muito. Assim, fui selecionando os nomes – e eles precisavam combinar. Tinha que achar um meio termo entre as participações e eu. Pagamos uma de cada estilo de proposito, eu não queria só do sertanejo ou só do axé, a ideia era misturar tudo. 

Sentiu muita diferença ao lançar o DVD nos cinemas? 

Já tinha feito esse formato antes em 2013, no lançamento de O Nosso Tempo é Hoje e deu muito certo. Além disso, 1977 é o meu primeiro trabalho em estúdio e se diferencia muito dos últimos registros ao vivo, misturando as canções com depoimentos, traçando uma narrativa com estilo documentário. Por isso, também a ideia das telonas. O público abraça todas as nossas ideias e faz com que seja ainda mais especial. 

Rolou um amadurecimento com esse projeto? 

Sim, essa é a primeira vez que trago um tema para o trabalho e acho que isso mostra, sim, um amadurecimento. A gente fica ligado no que acontece, tem ideias e tenta contribuir de alguma forma para um mundo melhor. Isso vai muito além da música e é quase um dever de todo artista. 

Como você vê esse momento da mulher na música sertaneja? 

Acho maravilhoso, os últimos estouros foram todos de mulheres. É bem legal, não tinha momento melhor para chamar essas meninas para cantarem comigo. 

Com essa febre de youtubers, já pensou em ter um canal pra falar um pouco mais de você? Ter mais um espaço para se conectar com os fãs? 

Nunca pensei em ter um canal, mas essa é uma ótima ideia que você está despertando em mim. Penso em ter um programa de TV, estou negociando com o Multishow e talvez role para o ano que vem, será exibido às quartas. Já vou ter um gostinho porque o Multishow vai exibir o 1977 no especial de natal. 

E o visual? Já tá pensando em mudar o cabelo ou pretende continuar assim por um tempo? 

Eu prendo o cabelo porque estou deixando crescer. É um estilo que sempre gostei. Mas a intenção é deixar o cabelo mais comprido e, em breve, solto. 

Quais são seus planos para o próximo ano?

Divulgar o 1977 e fazer um DVD de 10 anos de uma forma grandiosa. Quero poder abraçar meu público e ser abraçado por ele! Estou definindo com a minha equipe em qual lugar do Brasil vai ser. É mais provável que tudo aconteça no segundo semestre. 

Da TodaTeen
Edição: News Luan Santana 

”Minha música atinge todos os públicos, quero sempre poder cantar para todo mundo…”, diz Luan Santana.
De casa nova! Luan Santana assina com a Sony Music
Luan Santana lança videoclipe em homenagem aos caminhoneiros
”Quero que, cada vez mais, meu trabalho siga a minha realidade, minha identidade”, diz Luan Santana
Luan Santana fala sobre planos para 2021

© 2010-2017 www.newsluansantana.com
Todos os direitos reservados.